mitos sobre a nutrição canina: "os cães não necessitam de hidratos de carbono"



Esta informação é verdadeira! Os cães não necessitam de hidratos de carbono. As associações reguladoras da nutrição animal concordam que os cães não têm necessidades nutricionais de hidratos de carbono, por isso não existe um requerimento mínimo para essa categoria.

No entanto, as rações secas comerciais, infelizmente, têm de usar hidratos para conseguir fabricar os grãos secos que tão habituados estamos a ver. Para além disso o uso dos hidratos faz com que a produção destas rações fique mais económica e que tenha um maior tempo de conservação.

Mas o facto é que os cães são carnívoros e o seu sistema digestivo não está adaptado à ingestão destes alimentos. Como sabemos isso?

- Têm sistemas digestivos curtos e simples e não são capazes de processar grandes quantidades de fibra na alimentação. O pH ácido do estômago consegue digerir bem proteínas e gorduras.

- Não têm ou têm muito pouca quantidade da amílase salivar, enzima responsável pela iniciação do processo de digestão na boca dos hidratos de carbono como os animais omnívoros e herbívoros têm. O fato deles não possuírem essa enzima faz com que o pâncreas tenha de trabalhar mais para a digestão destes componentes.

Resumindo:

Dietas ricas em hidratos de carbono vão causar um aumento da quantidade e odor das fezes. Além disso como são altas em açucar podem causar obesidade, odor corporal mais intenso, problemas de pele, pobre saúde dentária, crescimento de fungos, doenças das gengivas, entre outros problemas.



Filipa Santiago, DVM


0 visualização